Como ganhar a decoração do seu bar da Ambev – Nosso Bar


Em tempos de crise, o empreendedorismo é crucial. É justamente onde não se tem perspectivas de crescimento econômico que as mentes mais criativas do comércio operam seu milagre. Atenção ao mercado, análise minuciosa de suas necessidades e pró-atividade na execução de tarefas são características impressas no DNA do empreendedor, seja qual for o nicho de atuação. Inclusive a nossa tão querida “botecagem”.

Sim, amigos, boteco dá dinheiro, basta saber trabalhar!

Para se obter sucesso, um bar não depende apenas da breja gelada à espera do consumidor. Quer dizer, isso é essencial, quase uma obrigação, mas não é só isso que garante sua clientela. Em muitos casos, o diferencial pode estar no ambiente e na decoração. Convenhamos, a cerveja desce muito mais gostosa quando estamos em um local agradável, confortável e rodeado de pessoas que gostamos.

Infelizmente, para muitos novos empreendedores, não é tão simples ter capital suficiente para investir na decoração a ponto de transformá-la em algo diferenciado da concorrência. E esse é um dos motivos que, neste mercado, é natural que grandes empresas fornecedoras de bebidas façam parcerias para bancar a decoração de bares e abastecer os estabelecimentos com seus produtos e sua identidade visual.

Esse tipo de acordo é mais comum do que se imagina, e há muito tempo é possível ver, no Brasil, bares e restaurantes com cadeiras, mesas e toldos de marcas como Coca-Cola, Pepsi, Brahma, Skol e outras. Mais recentemente, no entanto, essas grandes empresas passaram a aperfeiçoar esse modelo de negócio.

Por trás dessa ação temos a Ambev, grupo de cervejarias gigante no mercado mundial, que criou em 2003 uma rede de franquias próprias, a Nosso Bar, que ajuda na decoração de bares e oferece treinamento de gestão para os empreendedores. Tal sistema serve tanto para transformar estabelecimentos já existentes como novos empreendimentos, e já conta com mais de mil franqueados em seus diversos modelos de franquia (Quiosque Chopp Brahma, Chopp Brahma Express e Seu Boteco).

Decoração com a franquia “Nosso Bar”

Muito além que decorar os bares, a franquia Nosso Bar, da Ambev, oferece financiamento, marketing, treinamento, novos equipamentos, mobília e as próprias bebidas para os franqueados.

De acordo com a empresa, o capital inicial para a abertura dessa franquia gira em torno de (a partir) R$ 28 mil no modelo popular – há também a versão Premium, para mercados. Estimativas da Ambev sugerem que esse valor é suficiente para manter um estabelecimento com três funcionários e faturamento médio de R$ 30 a R$ 40 mil mensais, com rentabilidade entre 10 e 15%. O prazo de contrato mínimo é de 4 anos.

Afinal de contas, vale a pena ser um franqueado!?

Existem vantagens e desvantagens nessa sociedade, cabe ao empreendedor julgar o custoXbenefício e tomar a decisão por si só.

Ainda que opere no sistema de franquias, o programa Nosso Bar tem como um dos objetivos justamente fazer a renovação de estabelecimentos já existentes. A ideia da empresa é a de que, com a revitalização e decoração de bares que já estão no mercado, mas ainda possuem algum tipo de inadequação – um ambiente sujo, por exemplo -, os consumidores teriam acesso a novas experiências de consumo, produtos de qualidade, atividades de lazer e entretenimento, além de um ambiente limpo e familiar.

Além disso, a Ambev promete para o franqueado acesso ao seu portfólio, financiamento na taxa inicial de franquia, apoio de materiais e marca, promoções exclusivas Nosso Bar, acesso a parceiros comerciais, aumento nas vendas, equipamentos e materiais Nosso Bar.

Bom, tudo isso é a parte boa da coisa. Já a parte ruim…

Como essas companhias cedem uma identidade de marca padronizada, o franqueado ou parceiro se tornará apenas mais um bar, igual a tantos outros com a mesma decoração. Ou seja, o diferencial vai de acordo apenas com a qualidade do serviço oferecido pelo seu estabelecimento, uma vez que, visualmente, você não terá tantas vantagens sobre um concorrente também franqueado.

Pra complicar um pouquinho mais sua cabeça empreendedora, esses contratos restringem os tipos de bebidas que podem ser vendidos nos estabelecimentos. Por exemplo, um bar parceiro da Ambev não pode vender produtos da Coca-Cola. Outro problema é que os bares não podem trabalhar com uma gama maior de produtos, como cervejas artesanais.

As vantagens existem, e são muitas, assim como as desvantagens também carecem de atenção especial. O papel do empreendedor é balancear prós e contras e traçar o melhor caminho a ser seguido pelo seu negócio, e nem sempre este caminho será de fácil condução.

Fonte: Destinonegocio

 

COMENTÁRIOS
ANTERIOR 7 curas populares (e peculiares) para a ressaca
PRÓXIMO Adega - Aprenda a montar uma adega na sua casa