Jägermeister


Jägermeister, uma bebida que tem todo o jeitão de licor, mas não se bebe feito licor, é verde, mas não é Absinto e pode ser degustada em um copo tradicional ou em uma AMPOLA DE VIDRO!?!?

Pois bem…apresento-lhes o Jägermeister.

Jägermeister

 

(1 caçador + 1 cervo branco) = Uma das bebidas mais consumidas do mundo

A história do Jägermeister (pronuncia Iéguermaister) nos remete a uma lenda daquelas que, se fosse um filme,  levaria o Oscar de melhor roteiro adaptado.

O destilador original do Jägermeister atende pela alcunha de Curt Mast, um talentoso empresário alemão e caçador nas horas vagas. Sua paixão pela caça era tamanha que resolveu batizar sua obra-prima etílica a partir de uma lenda muito famosa entre os caçadores: o encontro entre St. Hubertus e o cervo branco.

“Segundo a lenda, St. Hubertus era um selvagem e indomável caçador desde a juventude. Não se importava com as criaturas que caçava movido pela ânsia de matar. 

Num dado momento ele se confrontou com um enorme cervo branco que saiu da mata escura carregando uma cruz iluminada entre a galhada.

Após sua morte passou a ser venerado como santo padroeiro dos caçadores.”

Jägermeister logo

E foi a partir desta fábula que Curt resolveu adotar o cervo branco como simbolo máximo do Jägermeister (que significa caçador mestre), uma referência etílica mundo afora, sendo servida em mais de 80 países e figura cativa entre o top 10 dos destilados mais consumidos pela rapaziada “da night”.

Adicione uma erva…e outra…que tal um açafrão!?…bota uma camomila pra ficar legal…

Pra chegar à receita final, Curt Mast levou alguns anos e várias experiências mal sucedidas no caminho. Só acertou a mão quando conseguiu misturar 56 especiarias, tais como ervas, frutas e algumas raízes. E não, você não leu errado…são 56 ingredientes mesmo!

Jägermeister rotulo
Rótulo de Jägermeister informando o número de especiarias que vão em sua composição

Obviamente nosso querido destilador/caçador não iria entregar a receita de sua obra-prima de mão beijada. Mesmo sendo um segredo do fabricante, é notório o destaque que algumas especiarias possuem no resultado final, como o açafrão, as raízes de alcaçuz, o anis, cravos da índia, flores de camomila, raízes de gengibre, flores de alfazema, canela, cascas de angostura e muitas outras que compõem a maravilhosa bebida verde.

A complexidade da fabricação

Fazer dar certo toda essa mistureba não é um processo fácil. Cada especiaria deixa sua marca na bebida, adicionando notas cítricas, amargas, picantes, enfim… o DNA da bebida é gigantesco, tornando o Jägermeister um “filho de muitos pais”.

Jägermeister ingredientes

Inicialmente, ocorre um processo de maceração a frio para se extrair minuciosamente os ingredientes naturais. Logo após, os óleos obtidos são misturados com água e a partir do momento que se dá a confirmação de sua homogeneidade, os mesmos são acondicionados em barris de carvalho pelo período de 1 ano.

Jägermeister ingredientes barril
FONTE: NEO2

Na etapa seguinte ocorre uma filtração (ou filtragem) e só então vai haver a adição do álcool. O açúcar será acrescentado afim de haver um equilíbrio de sabor e, se necessário, ocorre outra filtração até alcançar a pureza necessária, para só então ser engarrafada e comercializada. De fato é muito trabalhoso.

Beba com criatividade…Ou não.

É justamente aí que o Jägermeister se destaca, na simplicidade ou na complexidade para se beber. Só há uma exigência: tem que ser gelado, mas bem gelado!

Normalmente se toma puro, como um shot mesmo, de maneira simples e rústica, sem rodeios. Em contraponto, as receitas de drinks a base de Jägermeister são inúmeras e todas são sensacionais, têm pra todos os gostos e fígados.

Lembra da parte em que disse que pode ser degustado em um TUBO DE ENSAIO!? pois bem, essa é uma maneira tradicionalíssima de se tomar o Jägermeister, uma bebida doce, densa e uma das poucas – quiçá a única – que pode se chapar por meio de um TUBO DE ENSAIO. Mais style que isso impossível!

Nota do bebum que vos escreve: Fui vítima de aproximadamente 15 tubos de ensaio destes em Blumenau, em plena Oktoberfest. Empolguei com a doçura da bebida e com a apresentação MODAFOCA da mesma…o resto é história. Contudo, fica o aviso: cuidado com um rostinho bonito carregando tubos de ensaio de cor verde em sua direção na balada…sua dignidade agradece.

Voltando à parte da criatividade, listei duas receitas de drinks a base de Jägermeister pra provar o quanto essa bebida é versátil. Se liga:

JägerTonic

FONTE: Mister magazine

Ingredientes:

  • 40 ml de Jägermeister
  • Água tônica
  • Cubos de gelo
  • Raspas de frutas cítricas

Modo de preparo:

Derrame o Jägermeister sobre 2 ou 3 cubos de gelo em um copo longo e complete com a água tônica. Você pode finalizar inserindo generosas raspas de limão, laranja e tangerina.

JägeRita

FONTE: Mister magazine

Ingredientes:

  • 20 ml de Jägermeister
  • 20 ml de licor de laranja (pode ser Contreau)
  • 30 ml de suco de limão
  • 40 ml tequila

Modo de preparo:

Coloque todos os ingredientes em um mixer, misture bem e sirva em uma taça de marguerita.

No fim das contas, o caçador mandou muito bem!

Sublime é pouco para definir a bebida do cervo branco no rótulo. Após longos anos e muitas tentativas, nosso querido Curt (o caçador) acertou em cheio no seu licor alemão e nos brindou com um dos destilados de maior sucesso no mundo.

Uma bebida riquíssima em sabor, história e estilo. Imponente desde seu rótulo – com o cervo branco sagrado – passando por uma garrafa absurdamente bem trabalhada (onde reza a lenda o próprio Curt Mast testava sua resistência atirando-as de uma altura considerável na esperança de que não quebrassem) e, por fim, com um sabor tão especial que a torna acessível a todos os tipos de paladares, dos mais simples aos mais exigentes, o que também é um facilitador na confecção de vários drinks feitos com Jägermeister.

Por fim, um brinde a todos…apreciem o Jägermeister com moderação e lembrem-se: Se beber, não dirija!

COMENTÁRIOS
ANTERIOR Bacardí
PRÓXIMO Cerveja engorda (ou dá barriga)?