Vodka

Publicado em agosto 11th, 2019 | por Lucas

0

Vodka Atomic: Você beberia a primeira bebida criada em Chernobyl?

Pode parecer jogada de marketing lançar uma vodca feita dentro da área de exclusão de do maior desastre radioativo que sem tem notícia, principalmente após a série que retrata o acidente ter tanto sucesso na HBO, mas a Vodka Atomik, o primeiro produto de consumo produzido na zona de afetada pela radiação 33 anos após o acidente nuclear de Chernobyl, tem um viés científico e social.

A equipe, que iniciou o projeto para fabricação da vodca cultivando cereais em uma fazenda na zona de exclusão. Os pesquisadores afirmam que os grãos colhidos nas plantações experimentais dentro da zona de exclusão apresentavam um índice de radioatividade pouco superior aos níveis considerados seguros na Ucrânia, mas que durante a destilação a radioatividade considerada prejudicial é retirada da bebida.

vodka atomik chernobyl

 “Como a destilação reduz as impurezas no grão original, a única radioatividade que os pesquisadores detectam no álcool é o Carbono-14 natural, presente no mesmo nível que se espera em qualquer bebida destilada”, disse Jim Smith, um dos pesquisadores. 

Para chegar à Vodka Atomik, o grupo de pesquisadores ainda diluiu o álcool produzido a partir da fermentação e destilação dos grãos de Chernobyl com a água mineral de um poço a 10 quilômetros ao sul do reator que explodiu em 1986. Esta água tem propriedades semelhantes às das fontes da região de Champagne, na França.

O caráter social se dá em buscar produtos e estudos a fim de rentabilizar as terras próximas as zonas de exclusão que até hoje tem proibição para a agricultura.

“Há pontos de radiação na zona de exclusão mas a maior parte da contaminação é menor do que a encontrada em outras partes do mundo com radiação de fonte natural relativamente alta”, explicam os cientistas. “O problema para a maioria das pessoas que vivem lá é que elas não têm uma alimentação adequada, serviços de saúde de qualidade, empregos ou investimentos.”

Segundo eles, “depois de 30 anos, acho que o mais importante é o desenvolvimento econômico da região, e não a radioatividade”.

Smith afirma que há diversas áreas nessa região nas quais há pessoas vivendo, mas a agricultura permanece banida mesmo que não haja risco à saúde das pessoas com o cultivo de produtos ali.

vodka atomik chernobyl

Infelizmente apenas uma garrafa foi produzida, mas os pesquisadores esperam que a bebida “artesanal” possa ser produzida e vendida com auxílio de uma empresa social chamada Chernobyl Spirit Company. A ideia é direcionar 75% dos lucros à comunidade local. “Acho que essa é a garrafa mais importante de destilados do mundo, porque pode ajudar na recuperação econômica das comunidades que vivem dentro e ao redor das áreas abandonadas”

Veja mais posts interessantes sobre vodka aqui

A expectativa é fabricar 500 garrafas ainda neste ano, vendendo inicialmente para o crescente número de turistas que visitam a zona de exclusão. O preço da vodka atomik ainda não foi divulgado.

Fonte


Sobre o Autor

Lucas

Estou aqui só pela bebida. Já tive alguns blogs ai mas deu na telha de começar do zero.



Back to Top ↑

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com